Coisa Curva e Vai

Coisa Curva e Vai 
Thing Curves and Goes

Instalação eletrônica. Concreto, resina, madeira, cobre, latão, ímãs, parafusos, circuito eletrônico e água de rio. Dimensões de 160 cm x 102 cm x 15 cm. Porão do Paço Municipal de Porto Alegre, Brasil. Ano de 2017.

Electronic installation. Concrete, resin, wood, copper, brass, magnets, screws, electronic circuit, and river water. Dimensions of 160 cm x 102 cm x 15 cm. Porão do Paço Municipal de Porto Alegre, Brazil. Year 2017.


Elias Maroso
Frase em cobre feita através de corrosão química (23 cm x 8 cm x 7 cm).

Elias Maroso
Objeto 1 (17 cm x 13 cm x 10 cm)

Elias Maroso
Objeto 2 (16 cm x 12,5 cm x 10 cm)

Elias Maroso


Coisa curva e vai é uma instalação eletrônica que já foi exposta no porão do Paço Municipal de Porto Alegre no início de 2018, na ocasião da mostra coletiva Notas de Subsolo. Trata-se de um diagrama aberto que toma o pensamento em sua formação como principal assunto. Um fio de cobre eletrifica quatro objetos feitos de acordo com elementos visuais do próprio espaço de exposição. Para dar visibilidade à corrente elétrica que passa por essa instalação, acrescentei espirais que vibram através de pulsações eletromagnéticas.

[Eng.] Thing Curves and Goes is an electronic installation that has already been exhibited in the basement of the Paço Municipal de Porto Alegre in early 2018, on the occasion of the collective exhibition Notas de Subsolo. It's an open diagram that takes thought in its formation as its main subject. A copper wire electrifies four objects made according to the visual elements of the exhibition space itself. To give visibility to the electric current that passes through this installation, I added spirals that vibrate through electromagnetic pulsations.


Elias Maroso

Elias Maroso
Objeto 3 (12 cm x 11,5 cm x 10,5 cm)

Elias Maroso
Objeto 4 (18 cm x 10 cm x 8 cm)



→ Esta obra compõe a pesquisa de doutorado Circuitos de Entrada e de Saída: por uma poética do atravessamentorealizada pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UFRGS, com ênfase em Poéticas Visuais, linha de pesquisa Linguagens e Contextos de Criação. O estudo consistiu no desenvolvimento de um processo criativo e reflexão teórica referentes ao atravessamento espacial e a trânsitos formadores entre o exterior e o interior tanto de recintos expositivos quanto da própria disciplina artística. Sob orientação de Maria Ivone dos Santos, a investigação compreendeu o período de 2016 a 2020, sendo financiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/Governo Federal/Brasil).

→ This artwork composes the doctoral research called Entrance and Exit Circuits: for a traversing poetics, carried out by the Graduate Program in Visual Arts at the Art Institute of the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS), emphasized on Visual Poetics, line of research Languages and Contexts of Creation. The study consisted of the development of a creative process and theoretical reflection regarding the spatial traversing and the formative transits between the exterior and the interior of both exhibition spaces and the artistic discipline itself. Under the guidance of Maria Ivone dos Santos, the investigation covered the period from 2016 to 2020, being financed by the Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel (CAPES/Federal Government/Brazil).


Outros trabalhos: