Coisa Curva e Vai

Coisa Curva e Vai
Instalação eletrônica.
Concreto, resina, madeira, cobre, latão, 
ímãs, parafusos, circuito eletrônico e água.
160 cm x 102 cm x 15cm. Ano de 2017.
Porão do Paço Municipal de Porto Alegre.


Elias Maroso
Frase em cobre feita através de corrosão química (23 x 8 x 7 cm).

Elias Maroso
Objeto 1 (17 x 13 x 10 cm)

Elias Maroso
Objeto 2 (16 x 12,5 x 10 cm)

Elias Maroso


Coisa curva e vai é uma instalação eletrônica que já foi exposta no porão do Paço Municipal de Porto Alegre no início de 2018, na ocasião da mostra coletiva Notas de Subsolo. Trata-se de um diagrama aberto que toma o pensamento em sua formação como principal assunto. Um fio de cobre eletrifica quatro objetos feitos de acordo com elementos visuais do próprio espaço de exposição. Para dar visibilidade à corrente elétrica que passa por essa instalação, acrescentei espirais que vibram através de pulsações eletromagnéticas.


Elias Maroso

Elias Maroso
Objeto 3 (12 x 11,5 x 10,5 cm)

Elias Maroso
Objeto 4 (18 x 10 x 8 cm)






→ Esta obra compõe a pesquisa de doutorado Circuitos de Entrada e de Saída: por uma poética do atravessamentorealizada pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UFRGS, com ênfase em Poéticas Visuais, linha de pesquisa Linguagens e Contextos de Criação. O estudo consistiu no desenvolvimento de um processo criativo e reflexão teórica referentes ao atravessamento espacial e a trânsitos formadores entre o exterior e o interior tanto de recintos expositivos quanto da própria disciplina artística. Sob orientação de Maria Ivone dos Santos, a investigação compreendeu o período de 2016 a 2020, sendo financiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes / Governo Federal / Brasil).



Outros trabalhos: