Pulso Espiral



Pulso Espiral
Spiral Pulse

Instalação eletrônica composta por desenhos em  cobre fotocorroído, cortes de acrílico, componentes eletrônicos, parafusos e fios de cobre esmaltado. Dimensões de 48 cm x 44 cm x 5 cm. Ano de 2019.

Electronic installation composed of drawings in photo-etched copper, acrylic cuts, electronic components, screws, and enameled copper wires. Dimensions 48 cm x 44 cm x 5 cm. Year 2019.


Pulso Espiral apresenta dois indutores de cobre fotocorroído, cortes de acrílico transparente e um dispositivo cinético eletromagnético. O díptico sugere, pela variação de espessura linear, a formação de um mesmo rosto secionado por limites circulares. A imagem procede de uma fotografia de autorretrato convertida em duas peças de metal condutivo, geradas graças a um tratamento gráfico de meio-tom, no qual a sugestão do rosto acontece com apenas uma linha contínua e espiralada. Ao transformar tal fotografia em uma espiral, foi possível a corrosão metálica de sua área negativa com máscaras de tinta fotossensível.

[Eng.] Spiral Pulse features two photo-etched copper inductors, clear acrylic cutouts, and an electromagnetic kinetic device. The diptych suggests, by the variation of linear thickness, the formation of the same face sectioned by circular limits. The image comes from a self-portrait photograph converted into two pieces of conductive metal, generated thanks to a halftone graphic treatment, in which the suggestion of the face happens with just a continuous and spiraling line. By transforming such a photograph into a spiral, it was possible to corrode its negative area with photosensitive ink masks.


Detalhe da vibração eletromagnética em Pulso Espiral. Montagem no Goethe-Institut de Porto Alegre, Brasil. Ano de 2019.
[Eng.] Detail of electromagnetic vibration in Spiral Pulse. View at the Goethe-Institut in Porto Alegre, Brazil. Year 2019.


Por serem vazadas e ligeiramente afastadas da parede com peças de acrílico transparente, a visibilidade das figuras depende do ângulo e da marcação de sombras pela iluminação do espaço expositivo. Em disposição espelhada, os “indutores figurativos” indicam parte de um rosto em ¾, com apenas um dos olhos abertos. O centro da progressão espiral alinha-se precisamente na altura da retina, desde onde a área circular das peças é preenchida com as demais linhas que formam a imagem do rosto. É através da linha do olhar que a pulsação eletromagnética acontece, vibrando periodicamente com a circulação da eletricidade.

[Eng.] As they are corroded and slightly spaced from the wall with pieces of transparent acrylic, the visibility of the figures depends on the angle and the shadows caused by the lighting in the exhibition space. In their mirrored arrangement, the “figurative inducers” suggest part of a ¾ face, with only one eye open. The center of the spiral progression is aligned precisely at the height of the retina, from where the circular area of the pieces is filled with the other lines that form the image of the face. It is through the eye line that the electromagnetic pulse takes place, vibrating periodically with the circulation of electricity.


→ Esta obra compõe a pesquisa de doutorado Circuitos de Entrada e de Saída: por uma poética do atravessamentorealizada pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UFRGS, com ênfase em Poéticas Visuais, linha de pesquisa Linguagens e Contextos de Criação. O estudo consistiu no desenvolvimento de um processo criativo e reflexão teórica referentes ao atravessamento espacial e a trânsitos formadores entre o exterior e o interior tanto de recintos expositivos quanto da própria disciplina artística. Sob orientação de Maria Ivone dos Santos, a investigação compreendeu o período de 2016 a 2020, sendo financiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/Governo Federal/Brasil).

→ This artwork composes the doctoral research called Entrance and Exit Circuits: for a traversing poetics, carried out by the Graduate Program in Visual Arts at the Art Institute of the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS), emphasized on Visual Poetics, line of research Languages and Contexts of Creation. The study consisted of the development of a creative process and theoretical reflection regarding the spatial traversing and the formative transits between the exterior and the interior of both exhibition spaces and the artistic discipline itself. Under the guidance of Maria Ivone dos Santos, the investigation covered the period from 2016 to 2020, being financed by the Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel (CAPES/Federal Government/Brazil).


Outros trabalhos: