Sem Título (Mundo das Imagens)


Sem Título (O Mundo das Imagens)

Projeto de instalação site-specific para o Porão do Paço Municipal de Porto Alegre. Cinco estruturas verticais apoiadas no chão e luminárias em anamorfose cônica. Cortes à laser de acrílico, lâmpadas LED, impressão sobre acetato, peças de latão fotocorroído quimicamente, parafusos e fiação elétrica.

Dimensões de 175 cm (altura) x 280 cm (largura) x 30 cm (profundidade)

Ano de 2020



Detalhe de Sem Título (O Mundo das Imagens)Projeção da imagem através da segunda luminária em anamorfose cônicaDimensões da projeção luminosa de 35 cm (altura) x 42 cm (largura). Ano de 2020.

Sem Título (O Mundo das Imagens) consiste em uma instalação artística com recursos luminosos concebido especificamente para o Porão do Paço Municipal de Porto Alegre. O trabalho conta com cinco luminárias que projetam imagens em anamorfose cônica, rentes à parede onde estão as aberturas da face esquerda do recinto expositivo, com vista para o ambiente externo (Rua Uruguai, Centro Histórico). Cada luminária projeta em seu topo sugestões de quebraduras e fragmentos das janelas do próprio local de exposição, decompondo sua proteção ornamental e imagens turvas da cidade como vidros despedaçados. A projeção acontece por meio de um filtro cônico de luz e sombra, onde são impressas deformações de imagem que garantem a correta visualização dos "pedaços de janela" sobre a parede do porão. Tal efeito luminoso é possível graças ao estudo da anamorfose, após diversos testes projetivos de deformação de imagem sobre a superfície tridimensional de um cone.

Vista frontal do projeto de instalação site-specific Sem Título (O Mundo das Imagens) para o Porão do Paço Municipal de Porto Alegre. Cortes à laser de acrílico, lâmpadas LED, impressão sobre acetato, peças de latão fotocorroído quimicamente, parafusos e fiação elétrica. Dimensões de 175 cm (altura) x 280 cm (largura) x 30 cm (profundidade). Ano de 2020.


 
Imagem à esquerda, projeção da imagem através da segunda luminária em anamorfose cônica de Sem Título (O Mundo das Imagens). Dimensões da projeção luminosa de 35 cm (altura) x 42 cm (largura). Imagem à direitaabertura da superfície cônica e decorrente deformação. Ano de 2020.


A fragmentação da imagem apresentada neste projeto de instalação tem como referência de disparo a pintura Le Monde des Images (1961) de René Magritte, obra em que o artista joga com o limite da representação visual ao quebrar junto dos cacos de uma janela, uma típica vista do pôr-do-sol no horizonte. Para o ocasião deste edital, busco redimensionar o paradoxo magritteano da imagem incidindo luz sobre o limite que separa a exposição artística de seu espaço externo. Como resposta à luz que adentra o espaço de exposição, as luminárias convertem a referência exterior em imagem de estudo e alteração. As imagens que vêm de fora são transformadas em objetos de arte, projeções de artifício.


René Magritte, Le Monde des Images. Pintura à óleo sobre tela. Dimensões de 100 cm (altura) x 80,6 cm (largura). Ano de 1961. Obra em acervo privado da Galerie Robert Finck, Bruxelas/Bélgica.



→ Esta obra compõe a pesquisa de doutorado Circuitos de Entrada e de Saída: por uma poética do atravessamentorealizada pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UFRGS, com ênfase em Poéticas Visuais, linha de pesquisa Linguagens e Contextos de Criação. O estudo consistiu no desenvolvimento de um processo criativo e reflexão teórica referentes ao atravessamento espacial e a trânsitos formadores entre o exterior e o interior tanto de recintos expositivos quanto da própria disciplina artística. Sob orientação de Maria Ivone dos Santos, a investigação compreendeu o período de 2016 a 2020, sendo financiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes / Governo Federal / Brasil).



Outros trabalhos: